Arquivo mensais:janeiro 2019

Lamentos da Terra

 

Atapoã Feliz

 

Sou apenas um compositor de música instrumental, e pelo “caminhar dos gostos musicais”, prestes a sair de cena, mas não poderia deixar de registrar que em vez de discutirmos quem está certo ou errado a respeito do famigerado aquecimento global ou como tudo isso começou ou, ainda, quem é o maior responsável, enfim, com instalações de infindáveis polêmicas, etc.,  deveríamos, isso sim, ter um mínimo de discernimento e perceber que, de fato, a mudança climática, fora da normalidade, é uma realidade, e o que devemos fazer urgentemente para, pelo menos, frear essa coisa nociva.

Conta-se que Buda, em busca da iluminação, descobriu que o homem pode libertar-se da ignorância e do sofrimento utilizando-se de uma filosofia prática que o encoraje a se concentrar nas coisas mais simples e, com isso, atingir metas mais elevadas.

A propósito, no “Majjhima Nikaya”, pode-se encontrar a parábola da flecha envenenada. Buda contou essa história a um discípulo:

“Certa vez, um homem foi ferido por uma flecha envenenada. A família e os amigos queriam chamar um médico, mas o paciente recusou, dizendo que antes queria saber o nome do homem que o havia ferido, a casta a que pertencia e seu lugar de origem. Queria saber se o homem era alto, forte, se era nobre ou um camponês. De que era feito o arco, e se a corda do arco era feita de bambu, cânhamo ou de seda. Ele disse que queria saber se as penas da flecha vieram de um falcão, um abutre ou um pavão…-Antes que extraiam a flecha, quero saber todas essas respostas!- finalizou. O homem morreu sem saber as respostas.”

É por demais conhecido o adágio, segundo o qual, uma jornada de mil léguas começa com o primeiro passo . No caso, o homem deve, primeiramente e com urgência, limitar o uso de combustíveis fósseis como petróleo, carvão e gás, substituindo-os por fontes de energia renováveis e mais limpas. Isso não depende de lei ou do consentimento das autoridades.

Para ilustrar o texto trago o vídeo com a trilha sonora feita exclusivamente para o site www.omapala.mus.br , com os arranjos do teclado Tyros5 da Yamaha. As imagens são da Nasa, Pixabay e Kerstin Langenberger.