Num Certo Café…

 

Atapoã Feliz

Gosto de sentar-me sozinho à mesa de um Café. Passar despercebido. Um anônimo.

Logo, os primeiros acordes do piano invadem o recinto trazendo um misto de paz e alegria. Já que não posso tomar café, contento-me com o seu aroma. Não sei se estou certo, mas, para mim, o café é mais cheiroso do que gostoso.

Já para Mário Quintana “O café é tão grave, tão exclusivista, tão definitivo que não admite acompanhamento sólido. Mas eu o driblo, saboreando, junto com ele, o cheiro das torradas-na-manteiga que alguém pediu na mesa próxima.”

 Não aprecio aqueles lugares “da moda”, que geralmente estão sempre lotados, onde cada um quer falar mais alto que o outro, gerando, enfim, um abominável vozerio ensurdecedor.

Outra coisa, se você quer impressionar uma garota, aqui vai uma dica, não a leve ao Café “mais badalado” ou “mais luxuoso”, visto que isso não é sinônimo de bom gosto. Sem nenhum laivo de preconceito, li, certa vez, que um rapaz estava apaixonado e levou a moça a um Café muito famoso e caríssimo. Antes do garçom veio o indefectível vendedor de rosa, com aquela frase  manjada: -uma rosa para uma flor… Para encurtar a história do desditoso enamorado, eis que surge resfolegante brutamontes envergando uma bermuda, com chinelo de dedos, para sentar-se justamente à mesa vizinha.

Enfim, para mim, todo Café deve ser romântico, ter charme e uma atmosfera poética…

Com imagens do Google, apresento o vídeo com a trilha feita com o teclado Tyros5 da Yamaha.

12 ideias sobre “Num Certo Café…

  1. Romero Osme Dias Lopes

    Linda. O clima é perfeito, ainda mais com a foto do Rick`s Café, de Casablanca (o “casal” em uma das fotos não deixa dúvida), mas ela tem algo mais do que um terno café. Sim, ela transpira um que de um bourbon misturado. E mais: um (hoje) politicamente incorreto cigarro no meio dos dedos (como o Rick Bogart). E ao fundo, cairia bem um belo bolero (como Leblon a Meia Noite). É isto aí. Romero

    Responder
  2. Ana Claudia

    realmente o clima dos cafés é único e quando acompanhada de boa música se torna um lugar muito mais prazeroso e encantador. Parabéns pela composição

    Responder
  3. ANA CLAUDIA

    Comprei meu CD já faz uma semana, mas esperei um tempo para fazer o comentário por receio de ser injusta com algumas músicas, queria ter uma preferida para comentar, porém não consegui, mesmo assim me encantei com “Daniella” e “once upon a time at the Cotton Club” talvez pela mudança de estilo em relação às outras composições que já conhecia. Enfim, não sei definir, o fato é que mais uma vez me surpreendi com a qualidade das composições e a diversidade das músicas.
    Parabens!!!!

    Responder
    1. Atapoã da Costa Feliz Autor do post

      Obrigado, Ana, pelos seus comentários sempre pertinentes. Aproveito para agradecer pelo comparecimento da galera no lançamento do CD.
      Grande abraço

      Responder
  4. ANA CLAUDIA

    Como é gratificante ouvir uma música que alegra a alma e traz paz ao espírito!
    Ah se todas as surpresas do dia fossem como esta…
    Mas a música (de qualidade) serve justamente para isso, acalmar, trazer paz, alegria e nos remeter a lembranças boas, exatamente o que as melodias desse compositor transmite.
    Só posso parabenizá-lo novamente e agradecer mais uma vez pelo privilégio de ouvir suas músicas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>